O canal público espanhol toma partido abertamente da ultra-esquerda

A obscena manipulação da TVE nas eleições presidenciais no Brasil

A Televisión Española, o canal público controlado pelo governo de coalizão formado por socialistas e comunistas na Espanha, continua exibindo descaradamente seu sectarismo.

Carta de Madrid: 51 personalidades alertam sobre o ressurgimento do jugo comunista
«Primazia da Constituição, primazia da democracia», por Mateusz Morawiecki

O viés descarado da Televisión Española a favor de Lula

Fez isso novamente em relação às eleições presidenciais brasileiras, cujo primeiro turno foi realizado ontem. Que a mídia privada de esquerda tenha um certo viés ideológico com o dinheiro de seus acionistas é absolutamente legítimo em uma democracia. Que seja feito por um meio público alimentado com o dinheiro de todos os contribuintes é algo intolerável.

Ontem à noite, o site da TVE publicou uma notícia da vitória de Lula da Silva e que um segundo turno terá que ser realizado, dada a pequena diferença entre os dois candidatos. Já nessa notícia, TVE qualifica Bolsonaro como "candidato ultra-direitista", mas cita Lula como o "líder do Partido dos Trabalhadores". A coisa ficou ainda mais flagrante na primeira página da web, na qual o canal público mostrava os perfis dos candidatos que concorrerão no segundo turno da seguinte forma:

Manchete à esquerda: "Bolsonaro, o capitão ultra-direitista que joga pela Presidência". Manchete à direita: "Lula da Silva, o líder operário que quer reescrever a história do Brasil".

TVE qualifica milionário Lula como "líder operário"

Como podemos ver, para a TVE Bolsonaro é um "capitão ultra-direitista", enquanto Lula é um "líder operário". As classificações são as que se esperariam nas contas do Twitter dos socialistas do PSOE ou dos comunistas do Podemos, os parceiros de coalizão do governo que controla a TVE. Além disso, o título parece uma piada de mau gosto, se levarmos em conta que em 2006 Lula já era o mais rico dos candidatos à presidência do Brasil (então declarou um patrimônio líquido de 839.000 reais, cerca de 420.000 dólares), enquanto nessas eleições ele declarou bens de 7,4 milhões de reais (US$ 1,36 milhão). É isso que a TVE chama de "líder operário"?

No perfil da TVE sobre Bolsonaro ele está riscado de "ultra-direitista" até quatro vezes. O texto parece ter sido escrito pelos responsáveis ​​pela propaganda de Lula. Lendo-o, imagina-se que os 44% dos brasileiros que votaram em Bolsonaro devem ser algo como monstros sem sentimentos. O que a TVE faz está mais próximo da paródia do que do jornalismo. O canal público é incapaz de dar uma única informação positiva sobre o mandato do atual presidente brasileiro. Afirma-se mesmo desdenhosamente que "defendia os valores tradicionais e a família ad nauseam". ad nauseam, não como o constante chocalho que nos deu o governo de Sánchez em Espanha com seus mantras ideológicos.

As coisas que a TVE esqueceu de contar sobre o candidato de extrema esquerda

Ao contrário, em seu perfil sobre Lula, A TVE se refere à sua ideologia citando-o como um "esquerdista", sem mais delongas. Citando seus casos de corrupção de passagem, o retrato de Lula da TVE se opõe abertamente ao de Bolsonaro, sem qualquer restrição. Nem uma única menção à sua fortuna, sua afinidade com a extrema esquerda ou suas referências à Rússia.

Tenha em mente que em 2016, Lula elogiou o ditador comunista Fidel Castro dizendo que ele era como um "irmão mais velho". Alguns anos antes, em 2009, mostraram seu apoio ao Irã. Também em 2021 mostrou seu apoio ao ditador venezuelano Nicolás Maduro. Mais recentemente, o candidato do Partido dos Trabalhadores seguiu a mesma linha dos comunistas em outros países, culpando Zelensky, os Estados Unidos e a União Europeia pela invasão russa da Ucrânia. Lula é um típico ultra-esquerdista, mas a TVE se encarregou de escondê-lo de sua audiência, assim como faz na Espanha com os comunistas do Podemos, IU e o BNG, que nunca chama de "ultra-esquerda". O prefixo "ultra" é reservado na TVE para a direita: típico do jornalismo de esquerda mais sectário.

Assine este blog grátis! Já somos mais de 5.000

Opina sobre esta entrada:

Debes iniciar sesión para comentar. Pulsa aquí para iniciar sesión. Si aún no te has registrado, pulsa aquí para registrarte.